ENCONTROS AUDIOVISUAIS

ReuniaoAPTC

Era noite de segunda-feira.

Alguns representantes da comunidade do audiovisual se reunião na sede da APTC-RS, associação representante da classe, para apresentação da nova diretoria da entidade à diretora de Economia da Cultura da SEDAC RS, Denise Viana. Pontualmente às 19h30 o novo diretor da associação, Giba Assis Brasil, começou a reunião apresentando cada membro presente da nova diretoria e os demais representantes da classe ali presentes. Após um breve discurso, ele passou a palavra à convidada.

A diretora do Pro Cultura, então, mostrou um relatório das atividades da SEDAC RS (Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul) com foco no setor audiovisual, compreendendo o período de 2011 – 2013. Segundo o relatório: as ações e atividades da secretaria tem se mostrados positivas, pois o mercado está reagindo a isso. Baseado nisso, é possível pleitear um aumento no orçamento para o ano subsequente.

Estas ações só são possíveis através da criação do Fundo de Cultura. É por intermédio deste fundo, que foi possível a viabilização de diversos projetos audiovisuais. As principais formas de fomento foram: via lei de incentivo e editais de fomento direto. Na LIC (Lei de incentivo a cultura) foi possível separar os projetos em seis categorias, são elas: longa metragem, curta e médias, produção de vídeo, novas mídias, eventos de exibição e concursos. É importante salientar que esta identificação foi feita por cada proponente na hora do enquadramento do projeto. Já o FAC (Fundo de apoio a cultura) destinou seus recursos para quatro editais diferentes: o primeiro, englobava diversas ações de desenvolvimento da economia da cultura, onde o audiovisual poderia ser incluído; o segundo, foi a liberação de recursos para finalização de 10 longas metragens gaúchos; o terceiro, foi específico para a produção e exibição de conteúdos para a TVE; e o quarto, foi o lançamento do novo prêmio IECINE, inserido dentro do edital FAC das Artes.

Após o encerramento da apresentação, foi aberto o debate entre os participantes e a diretora do Pro Cultura. Temas como as cotas para projetos do interior e a forma de pontuação do prêmio IECINE, estratégias da Secretaria para o desenvolvimento de ações para fortalecer a economia criativa do setor do audiovisual, as relações entre produtores culturais e patrocinadores, estiveram presentes na discussão. A diretora Denise Viana respondeu todos os questionamentos e anunciou que estarão abertas, a partir do dia 08 de agosto, as inscrições para os editais do FAC 2013.

Ao final do encontro podemos dizer que saímos satisfeitos. A área da cultura deu um passo importante para se reorganizar como atividade relevante dentro das ações de um governo. Porém, vale lembrar que estamos em um processo de adaptação para reestruturar a cultura no Rio Grande do Sul. Todos sabem que ainda há muito a se fazer. Talvez, uma das questões levantadas que poderá servir de guia para as relações de trabalho futuras é: como podemos melhorar a relação dos produtores audiovisuais e os patrocinadores-financiadores-exibidores dos nossos produtos audiovisuais? Só o tempo, e algumas reuniões a mais, nos dirão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s